Notícias

Saiba o sexo do seu bebê a partir da 5ª semana de gestação

29/06/2017 - 20:18

Quais mamães não ficam curiosas para saber o sexo do bebê assim que o teste aponta que está grávida? O prazer de poder já chamar o pequeno da barriga pelo nome, escolher as roupinhas adequadas ou até mesmo decorar o quarto de acordo com o sexo do bebê são desejados de quase todos os pais.

O que acontece na maioria das vezes é que os pais precisam esperar até mais ou menos a décima sétima semana de gestação para realizar uma ultrassonografia e, assim, saber o sexo do bebê. E tem ainda o risco do bebê ser muito “tímido” e ficar com as perninhas fechadas, cuja visualização do sexo na ultrassonografia pode ser impossível.

Para os papais e mamães mais ansiosos, já existe um exame realizado a partir da 5ª semana de gestação que mostra o sexo do bebê com 99% de acerto. “Chamado de sexagem fetal, é coletado um tubo de sangue da mãe e, com este material, separamos o DNA do bebê e procuramos o cromossomo Y. Se for encontrado, será um menino; caso contrário, será menina”, explica a patologista clínica, Adah Conti de Freitas, vice-diretora do RDO Diagnósticos Médicos.

A grande descoberta de que no plasma materno existe DNA do feto transferido pela placenta foi do cientista chinês Y. Dennis Lo. A partir desse achado, conseguiu-se analisar esse DNA e saber se existe ou não o cromossomo Y. A mulher tem dois cromossomos sexuais X e o homem tem um X e um Y.

De acordo com a patologista do RDO, no caso de gêmeos univitelinos idênticos (desenvolvidos a partir de um mesmo óvulo e um mesmo espermatozoide) o teste é válido para os dois bebês. Se o exame conter Y, os dois serão meninos. Se constar X, serão meninas. “Gêmeos idênticos têm o mesmo DNA e, por isso, o mesmo sexo. Em gêmeos bivitelinos – óvulos e espermas diferentes -, o resultado positivo para “Y” significa que ao menos um dos gêmeos será menino. No caso de ausência, pode afirmar que serão meninas”, explica.